2011-05-14

???????????????????


Como pilar, sustentara-me

entre o vazio dos escombros,

testemunhando,

estoicamente,

a chegada de hordas famintas,

bem falantes;

De baleantes ferros em suas mãos,

com a flor entre dentes,

sorrisos carnívoros.

Aos suspiros do pássaro

em mim pousado,

ensaio o conhecimento de tais lamentos.

A resposta triste e repentina,

induvida meus olhares.

Mesmo as nuvens

chumbeadas de cor,

estrodeavam descontentamentos

sobre os hominúsculos seres,

coitados ,

julgando-se os eleitos.

Mas eis, agora submergidos

pelo fluvial dilúvio,

tentando o infrutífero desvio

de seus remorsos,

arrastados são no turbillhão aquático,

para os fundos de seus vazios.

Decretado e promulgado

assim me dissera o pássaro pousado em mim.