2009-03-29

COMPASSO






Dou um passo.
Tu o compasso.
Círculo perfeito,
fizeste com jeito.

Tu no centro,
Refulgente !!!

Rodopio em volta
girando à solta
sem luz própria
vejo te sóbria

Transladas me.
Fixo te a luz.

O caos desordenado,
sopro afogueado,
começo ou fim?
Dizemos o sim.




Em Geometria, compasso é um instrumento de traçagem ou medição, composto de duas hastes articuladas numa extremidade, destinado a traçar circunferências, arcos, etc., ou a tirar medidas.
Em Equitação, compasso é uma cadência ou regularidade dos passos do cavalo.
Em Maçonaria, compasso representa um símbolo.
Na Música, compasso é uma medida rítmica e métrica. Em Astronomia: Compasso é uma constelação austral, entre as constelações de Centauro e o triângulo austral.

2009-03-21

...um desejo...





...imagina, que por uma mágica nossa, a palavra PENA
aqui escrita , lida por ti se transforma na mais leve, colorida
e macia que possas imaginar e com ela afagas o teu mais íntimo ser,
fazendo até, cócegas na seda do teu rosto...

...se a palavra NUVEM a ti chega, depois de lida,universalmente
grande, rósea e fofinha, nela voarás descalça em direccção ao Mar
aí tão perto...

...se o SUSSURRO em som, dentro de ti, te acariciar o interior,
, depois de lido ,manhã e noite contigo habitará...

2009-03-14

Flores de plástico

Leon Fredéric

E se dissesse
que as crianças futuras
nascidas de duas vozes
serão os arquitectos
duma força interior
Amadurecida,
negarias?
Pois , experiência e criança
não te é compreensível.
E se em todos os rasgões
da pele que vejo
o sol entrando,
crianças descendo pelos degraus
do sonho das manhãs claras,
acreditarias?
Se te dissesse, mais ainda,
que a criança vinha descendo
pelos verdes degraus
e de mão estendida
uma enorme distância
me mostrou,
neste tapete da vida
flores brancas
não especificadas,
duvidarias?



Num canteiro
de flores de plástico
tal não sucederia…

2009-03-07

Campo em Flor

Esses lábios olham me promessas
sussurrado chega a mim teu olhar.
A madeixa de cabelo…
biombo da alma?
Convite?
Que não filosofavas, intuí.
Tá certo.
Aperto
Em
Mim
este desejo exponencial
da luta
entre razão e afago.
Trepo então devagar
pela senda sinuosa dos SS’s
que és…
mas
quedo me impotente ,
falta-me o tacto.
Colhamos flores
entretanto…