2008-01-25

O que tiver de ser , à porta virá ter


Corri de magro
como um nica-nã-poisa,
era um cinco reis de gente,
co'a barriga pegada às costas,

como lapa à pedra,
mirei o indizível.

Ia dar me uma coisa...
pois , de cambulhão, as gentes,
a mim se chegaram,
descosendo na vida alheia.

Embarcar de calhau, foi
minha saída.

* Eh Blô!..



*Exclamação usada na vigia da baleia quando se avista o jacto de água que aqueles cetáceos expelem ao vir à superfície

1 comentário:

FINA FLOR disse...

então, não entendi, rs*.......

beijocas e valeu as palavras :o)

MM.